Peço desculpas por não enviar o gabarito das atividades postadas anteriormente, mas tentarei disponibilizar sugestões de respostas para as próximas postagens. Este está sendo um ano de muito trabalho e pouco tempo. Conto com a compreensão de todos. 28/11/16.

domingo, 27 de novembro de 2016

Concurso de Poemas - Diversidade e Respeito às Diferenças

Diversidade -   Joyce Alves lima – 9 ano 1

Olha o mulato,
No meio do povo.
Olha a cigana,
Com as suas manhas.
Olha o branco,
Com suas façanhas

Olha a baixinha ,
Com suas manias.
Olha a altinha,
Com suas maravilhas.
Olha a gordinha,
Com sua simpatia.

Olha a amarela,
Sendo amiga da azul.
Olha a chinesa,
Sambando por aí.
Olha a católica,
Conversando com a evangélica.
Olha a alegria,
Que Floresce.

Um país,
Com a diversidade
Do tamanho do mundo.
Pois ninguém é igual a ninguém.
Cada cultura,
Um respeito.
Pois as diferenças são de todos.                            

 Diversos -  Diovanna Alves de Souza – 9º ano 1

É difícil decidir 
Qual parte de ti,
Devo amar mais.
Talvez a mulata pequena 
De beleza serena.
Ou a ruiva de pele alva,
Salpicada por sardas,
Aqui e ali.
Com seu cabelo selvagem, cheio de fulgor
Que faz brotar em meu coração 
A mais estranha chama de amor,
amor esse que me faz amar 
Cada mulher desse Brasil,
Independente do jeito ou lugar,
Se é do sertão, ou se vive na beira do mar.
Para mim, não importa se é diferente ou se é igual,
Se é branca, negra, parda ou azul.
Porque para o amor não existe cor nem rumo 
Não existe leste, oeste ou sul.
Digo e repito, não existe cor superior.
Então garota, pare de pensar que eu olharei para a sua etnia 
E seduza – me com a exuberância de seu mundo interior. 


Pôr do sol - Ludmila de oliveira rocha – 9º ano 01

Estava na janela do meu quarto
Olhando a vista perfeita do pôr do sol
E enquanto isso
Me desmaiava em meus pensamentos
Me lembrando de quando era criança
Quando cor era prioridade
Quando eu não podia brincar,
Não podia falar.
Até quando cresci
“Aqui não contratamos gente preta”
Sim, eu sofri
A lua ia se levantando
E eu ia me lembrando do que me disseram,
Do que me fizeram,
Do que acreditei
E chorei, chorei.
E agora,
Nesses meus 70 anos
Penso que vivi o bastante para saber
Que existe preconceito
Mas também existe direito
E enquanto houver direito
Haverá respeito.                                       
  
Diferente -   Talita Oliveira Miranda – 9º ano 1

Raças, culturas e crenças
É o que traz diferença
Em nosso mundo falso
Com o fardo pesado

Igual aqui,
Igual ali,
O quão sem graça seria
Esse mundo sem fim?

Bonita é a diversidade
Colorida por povos
E julgada pela sociedade

Sem mais nem menos
Inteligentes são os diferentes
Que sabem pensar antes de falar. 
                                         
Respeito às diferenças - Jéferson Ramos Fonseca – 9º ano 1

Cultura é o mesmo que diversidade
Cada um tem a sua cultura
Por isso deve-se viver em sociedade
E não devemos ser cabeça dura

Respeitar as diferenças
É algo necessário
Para o mundo não ser primário
Respeito vem de nascença.

O desrespeito é uma doença 
Que nos contamina
Respeite às diferenças
Elas sempre existirão
Goste ou não.
                                            
 Virou moda? - Giane – 9º ano 1

Não sei por que me incomoda
E não entendo direito
Será que já virou moda
Esse tal preconceito?

Pouco importa o penteado,
Ou a cor do meu cabelo
Para o racista é errado,
O fato de assim eu tê-lo.

Racismo não é só com negros
E também não só com brancos
Mas os preconceituosos
Não preocupam-se em ser francos.

Sabem que existe lei
Sabem que é proibido,
Vou fingindo que não sei
E passa despercebido.
                                                               
Diversidade fundamental -    Larissa C. de Almeida – 9º ano 1

A diversidade é fundamental,
Conhecer outras culturas
Nos ajuda a crescer
Sabendo o que ser.

A diversidade é fundamental,
Os diferentes 
Te ensinando a ser melhor
Deixando de lado o pior

A diversidade é fundamental,
Pobre, rico, branco, negro
São diferentes
Mas são todos gentes.

A diversidade é fundamental,
Nos ensina a tornar o mundo melhor
Para quem sabe respeitar
E não causa dor.
                                   
 Paz para o mundo -  Talita Vitória B. Santos – 1º ano 1

Quão bom seria se tivéssemos paz
Da liberdade e da alegria corrêssemos atrás
Deixássemos de lado as diferenças existentes
E começássemos a ver humanos, simplesmente.

Quão bom seria se todos pensássemos assim
Existe cultura diferente, mas nunca vi cultura ruim
Devo respeitar, assim como respeito mereço
Apenas existem culturas que não conheço.

Para o mundo evoluir
Para que nenhuma cultura se rejeite
Devemos parar para ouvir
Conheça e respeite!
                                          
  Respeito às diferenças - Luiza Carolina S. Andrade – 9º ano 3

Somos todos diferentes
Mas às vezes tão iguais
Ações diferentes
Com os mesmo ideais.

Uns buscam igualdade
Eu só busco paz
Enquanto houver tanta indiferença
Não nos será prazerosa a liberdade.

Lutamos por mais respeito 
Culturas distintas, conhecidas ou não
São todas partes de nós

Vamos todos refletir
Nos juntar e fazer acontecer.
Essa indiferença às diferenças precisa mudar
Vamos parar ou será esse detalhe que irá nos separar.

                                
 A diversidade - Luiza Nogueira – 2º ano 3

Há pessoas de todo o jeito
Muita gente de todas as cores
Grande, gordo, pequeno e magro,
Cada um com os seus valores.

Tem pessoas que não entendem 
Essa grande diversidade.
Mas que em todo povo e raça,
Haja paz e felicidade.

Respeitar é um ponto chave
Pra em um mundo melhor se viver
Que haja respeito e tranquilidade
E sempre feliz não deixe de ser.
                                                             
Sentimentos de menina - Taís – 2º ano 3

A menina que sorria
No fundo sentia
Uma grande agonia que a reprimia.

Ela gostava de ouvir
Músicas de alegria
Só que todos não viam
A tristeza que ali existia.

Com seu dia cheio de cores e flores
À noite ela dormia
E ali as trevas a consumia.

Na rua ela passava
Sendo assim vaiada
Pelo nome de negrinha
Ali ela sentia 
Que para nada ela servia.
                                                                        

Diversidade - Leonardo Durães – 3º ano 3

É inaceitável que nos dias de hoje
Ainda haja preconceito
E depois de tanto tempo de injustiça
Ainda haja pessoas desse jeito.

Pessoas que acham que são
Donas da verdade
Que julgam os outros
Pela cor, raça, religião e sexualidade.

Pessoas que não percebem
Que é a diversidade do mundo que é bonito
Pessoas que se acham superiores e não percebem
Que somos apenas grãos de areia no universo infinito.
                                                     

O respeito é a base -  Rafael Pinheiro – 1º ano 2

Tem muita gente que diz
Que o mundo não tem jeito
E isso se tornará verdade
Se não houver o mútuo respeito.

Para se ter um mundo melhor
Temos que acabar com o preconceito
Para uma convivência em harmonia
A base é o respeito.

O respeito é a base de tudo,
É com ele que o mundo vai mudar.
Mas se você planta preconceito
Só desgosto colherá.

Respeite a todos,
Não faça distinção
Assim teremos um mundo melhor
Com direito a sorrisão.


De qual poema você mais gostou?
Diversidade - Joyce Alves lima – 9 ano 1
Diversos - Diovanna Alves de Souza – 9º ano 1
Pôr do sol - Ludmila de oliveira rocha – 9º ano 01
Diferente - Talita Oliveira Miranda – 9º ano 1
Respeito às diferenças - Jéferson Ramos Fonseca – 9º ano 1
Virou moda? - Giane – 9º ano 1
Diversidade fundamental - Larissa C. de Almeida – 9º ano 1
Paz para o mundo - Talita Vitória B. Santos – 1º ano 1
Respeito às diferenças - Luiza Carolina S. Andrade – 9º ano 3
A diversidade - Luiza Nogueira – 2º ano 3
Sentimentos de menina - Taís – 2º 3
Diversidade - Leonardo Durães – 3º 3
O respeito é a base - Rafael Pinheiro – 1º 2
Votar
resultado parcial...
Premiação dos três mais votados:
livros
* O circo mecânico - Edição limitada em capa dura
* O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares - capa dura
* Doce perdão - capa comum
A escolha dos prêmios será feita pelos vencedores obedecendo a ordem de classificação.

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Prova orações coordenandas

 Aluno(a):_______________________________Nº:______Turma:_______
1.       Leia a tirinha do cartunista Jean Galvão:
a) Os amigos se distanciarem e só se encontrarem muito tempo depois é comum. Contudo, essa tirinha nos surpreende, com a intenção de provocar humor. Em que quadrinho ficamos sabendo o real motivo do afastamento dos dois amigos? Explique.
b) Há uma conjunção que colabora para a mudança de expectativa do leitor. Que conjunção é essa e que ideia ela expressa? Explique.
c) A conjunção e pode expressar outras ideias além da adição, como adversidade e conclusão. Que ideia essa conjunção expressa no terceiro quadrinho? 
d)Reescreva o período do terceiro quadrinho, substituindo a conjunção e por outra, conforme a resposta dada na questão C. classifique as orações.
2. Nos itens abaixo, reúna cada par de orações em um único período, usando uma conjunção que explicite adequadamente a relação lógico-semântica entre elas, depois indique se essa relação é de adição, oposição, alternância, conclusão ou explicação.
a) Sabemos muito sobre o universo. Às vezes, não sabemos o nome do nosso vizinho.
b)Com a falta de chuvas a vegetação rasteira secou. O perigo de incêndio era constante.
c) Lute com toda disposição do mundo. Desista de seus sonhos.
d) Lute com toda disposição do mundo. A realização de seus sonhos depende só de você.
3.  (Enem – MEC) Leia o texto.
A gentileza é algo difícil de ser ensinado e vai muito além da palavra educação. Ela é difícil de ser encontrada, mas fácil de ser identificada, e acompanha pessoas generosas e desprendidas, que se interessam em contribuir para o bem do outro e da sociedade. É uma atitude desobrigada, que se manifesta nas situações cotidianas e das maneiras mais prosaicas.
   SIMURRO, S. A. B. Ser gentil é ser saudável. Disponível: em http://www.abqv.org.br. Acesso em: 22 jun. 2006 (adaptado).
No texto, menciona-se que a gentileza extrapola as regras de boa educação. A argumentação construída
A) apresenta fatos que estabelecem entre si relações de causa e de consequência.
B) descreve condições para a ocorrência de atitudes educadas.   
C) indica a finalidade pela qual a gentileza pode ser praticada.
D) enumera fatos sucessivos em uma relação temporal.                                   
E) mostra oposição e acrescenta ideias.